Runas na Mitologia Nórdica [Parte 2]

Posted by Thiago Ganon Marcadores:

Antes de mais nada, gostaria de pedir que lessem o post anterior, que se completa com este, mas o outro veio primeiro XD


É impossível falar da origem das Runas pela mitologia sem se entrelaçar na história de Odin. Então teremos também uma passagem por isso, mas que não será aprofundada, vou pegar apenas o que importa no que diz respeito às runas, já que este é o assunto.

Odin era considerado o mais sábio dos deuses, mas esta sabedoria não brotou simplesmente do nada. Desde o nascimento se sentiu ávido a encontrá-la e depois de muito procurar. Odin se submeteu a um auto sacrifício, onde ficou pendurado por 9 dias e 9 noites em uma lança, em Yggdrasil (árvore que sustenta os nove mundos) até o momento que viu as pedras com inscrições rúnicas no chão. Com dificuldade, se esticou e pegou as pedras e através delas, por iluminação, aprendeu os conhecimentos e poderes mágicos das runas.
Alguns versos do Edda Maior, um livro de poemas compostos entre os séculos IX e XIII contam essa história:

Sei que estive pendurado naquela árvore que o vento açoita,
balançando-me durante nove longas noites,
ferido pelo fio de minha própria espada,
derramando meu sangue por Odín,
eu mesmo uma oferenda a mim mesmo:
atado à árvore
cujas raízes nenhum homem sabe
para onde se dirigem.

Ninguém me deu de comer,
ninguém me deu de beber.
Contemplei o mais profundo dos abismos
até que vi as runas.
Com um grito de raiva agarrei-as,
e depois caí desfalecido.

Nove terríveis canções
do glorioso filho de Bolthor aprendi
e um trago tomei do glorioso vinho (*)
servido por Odrerir.

Obtive bem-estar
e também sabedoria.

Saltei de uma palavra a outra palavra
e de um ato a outro ato...

Odin distribuiu os 24 símbolos entre 3 deuses: Freya, Hagael e Tyr (Como eu disse no outro post, cada grupo de 8 símbolos ficou conhecido como Aett ou Aettyr).
Estes 3 deuses deram às runas suas energias.

O primeiro Aett, regido pela Deusa Freya contém as energias da mãe, da esposa, da amante e da irmã.
O segundo Aett, regido pelo Deus Hagal, contém as energias do sábio conselheiro, correto e energético.
O terceiro Aett, regido pelo Deus Tyr, contém as energias do jovem guerreir, corajoso e lutador.
Existe também uma 25ª runa, esta é branca e representa Odin.


Bom... Acho que isso é tudo, pessoal XD. Escrever sobre coisas que passam pela mitologia é meio ruim, o texto acaba ficando muito copiado =/ Se tiver algum erro, por favor, me avisem. É complicado escrever quando muitas de suas fontes se contradizem.
Comentem o que acharam do post :)
Forte abraço a todos!

PS: em alguns lugares, dizem que a origem da sabedoria de Odin é outra... não sei qual é a certa, mas a que se relaciona com as runas é a que está aí

3 comentários:

  1. Monique Goulart

    Uma rápida passagem pela mitologia nórdica para falar sobre as runas. Gostei, desses detalhes eu não sabia...

  1. Duda

    Achei muito legal o post. Qualquer coisa relacionada a mitologia nórdica ganha o meu interesse na hora, ou seja, já amo runas. Outra coisa foi a imagem com as runas. Sempre é bom conhecer mais sobre esses assuntos.

  1. Jéssica

    Voce sabe que eu não gosto de história, mas eu gostei desse post, super legal. Não sabia disso! ;x